Sítio Histórico do Porto de São Mateus

Sítio Histórico tombado pelo Conselho Estadual de Cultura, por meio da Resolução nº 01/1976. O casario do conjunto arquitetônico desenvolveu-se as margens do Rio Cricaré, em torno de uma grande praça portuária.

Acessibilidade: Sim

Endereço:

CEP:

Logradouro:

Número:

Complemento:

Bairro: Porto de São Mateus

Município: São Mateus

Estado: ES

Descrição

Em 1751, o antigo povoado passou a distrito e, em 1764, foi transformado em vila, pertencendo à Comarca de Porto Seguro, Província da Bahia. Quando do ato de fundação da vila foram tomadas providencias tais como: a medição das ruas e do largo da praça próximo a igreja matriz de São Mateus, o início da construção de Casa de Câmara e Cadeia e a implantação do Pelourinho.

Naquele período, com a economia mais desenvolvida, iniciou-se em São Mateus a produção de farinha de mandioca, cana-de-açúcar e cereais, e a exploração de madeira.

A cidade foi edificada sem simetria e à pequena distância do rio, seguindo os padrões urbanos das cidades portuguesas, vide sua grande praça portuária.

A área situada próxima ao rio e ao porto tornou-se um centro aristocrático e o principal núcleo de atividades da população. Essa aristocracia local trouxe arquitetos portugueses que edificaram a maioria dos casarões do porto. Estas características arquitetônicas persistem na atualidade.

A Economia local envolvia transações feitas na praça inclusive o comércio de escravos, em frente ao cais, onde ficavam presos.

A partir de 1938, com a inauguração da estrada ligando São Mateus a Linhares, o declínio das atividades econômicas do porto se acentuou. O transporte aquático entrava em decadência e o velho Porto foi perdendo as grandes casas comerciais que se mudaram para a cidade alta.
evento entre e Baixar Planilha

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem